Quando se trata da segurança de nossos produtos, nós somos iguais a você...

Queremos todas as informações possíveis. Buscamos orientações de especialistas e acompanhamos as pesquisas científicas mais recentes para checar o impacto em nossos produtos. Também escutamos as pessoas que usam nossos produtos, para que possamos levar em consideração suas experiências. Segurança é a prioridade para todos os nossos produtos de consumo, porque eles entram em sua casa e nas nossas. Segurança é um valor que todos nós compartilhamos.


Com todos os tipos de informações que usamos para fabricar os produtos, não há informação mais importante do que nossas pesquisas sobre dados científicos e segurança. Vamos além das descobertas de um único estudo, porque devemos nos assegurar que reunimos todos os dados disponíveis de diversas áreas científicas para chegar a conclusões baseadas em evidências. Uma opinião ou estudo não tem mais valor do que décadas de descobertas científicas conclusivas, baseadas em evidências. Como cientista e, igualmente importante, como pai, posso lhe dizer que a ciência é clara: O talco cosmético é e sempre foi seguro para uso em produtos de consumo.


Nós todos somos mães, pais e consumidores. Entendemos e levamos a sério nossa responsabilidade em lhe apresentar as informações necessárias para que você tome suas próprias decisões. Nós criamos este site para lhe ajudar a encontrar, de modo mais fácil, os fatos sobre o talco. Você aprenderá sobre a origem do talco, como é usado em produtos do nosso dia-a-dia e porque é seguro usá-lo como parte de sua rotina de cuidados pessoais. Nós oferecemos pela primeira vez o JOHNSON’S® Baby Powder, como opção, há mais de 100 anos. Atualmente, nossa divisão de consumo continua a fabricar e vender os talcos para bebês JOHNSON’S® Baby Powders com ingredientes como talco e amido de milho. Escolhemos incluir estes ingredientes, não porque simplesmente os temos usado por décadas. Nós os incluímos porque décadas de trabalhos científicos respaldam sua segurança. Esperamos que, ao analisar esta coletânea de fatos sobre o talco, você se sinta tão confiante sobre sua segurança e eficácia quanto nós.


Tara Glasgow - Vice Presidente de Pesquisa e & Desenvolvimento, Johnson & Johnson Consumer, Inc.
 

Tara Glasgow

Vice President de Pesquisa e & Desenvolvimento
Johnson & Johnson Consumer, Inc.

Você sabia?

 

Famílias confiam no talco há séculos.



Antiguidade
ANTIGUIDADE

Embora seja, hoje em dia, um dos ingredientes mais comuns utilizado em produtos cosméticos, o uso do talco em cosméticos vem desde o antigo Egito. O talco também foi usado por assírios e indígenas americanos antigos para uma variedade de aplicações.

Tempos
MODERNOS
Tempos modernos
 

O talco foi usado no século 19 para aliviar a irritação da pele na forma de emplastros medicinais. Os consumidores descobriram que também ajudava com as assaduras, o que levou ao nascimento do talco para bebês JOHNSON’S® Baby Powder, em 1893.5

Além do talco

 

os vários usos do talco

Embora seja o seu uso mais conhecido, apenas uma pequena fração do talco mundial é usado para talco para bebês. A seguir, você encontra alguns dos outros usos comuns para o talco:

Alimentos

Chiclete e & balas
Chiclete e & balas

uma camada leve previne que fique grudado na embalagem 2

Arroz
Arroz

usado para polir grãos de arroz branco1

Azeite de oliva
Azeite de oliva

melhora a transparência e qualidade do azeite1

Cosméticos e & cuidados com o corpo

Maquiagem para o rosto
Maquiagem para o rosto

fornece textura e adsorção de oleosidade em sombras, blush, pó facial e base1

Sabonete
Sabonete

melhora o desempenho do tratamento com a pele1

Antiperspirante
Antiperspirante

ajuda a adsorver umidade3

Médico

Fabricação de comprimidos
Fabricação de comprimidos

previne solidificação, reveste os comprimidos e é usado em fórmulas de liberação prolongada6

Câncer do pulmão
Pacientes de câncer do pulmão

ajuda a tratar o acúmulo de fluidos (derrame pleural) entre os pulmões e a parede torácica6

Fibrose cística
Fibrose cística

também ajuda a prevenir o acúmulo de fluidos nos pulmões de pacientes com fibrose cística7

Nossos produtos

 

Nós continuamos a usar talco em nossos produtos devido a décadas de pesquisas científicas que reafirmam sua segurança. Devido à sua segurança e eficácia, nós incluímos, com confiança, o talco farmacêutico em nossos produtos. Sua confiança em nossos produtos e sua segurança ao usá-los diariamente é uma grande responsabilidade — e é por isso que utilizamos em nossos produtos apenas ingredientes considerados seguros pelas últimas pesquisas científicas.

Décadas de segurança

Ciência, pesquisas, evidências clínicas e 30 anos de estudos por especialistas médicos ao redor do mundo continuam a respaldar a segurança do talco cosmético. As autoridades sanitárias dos EUA e de todo o mundo analisaram os dados. O uso do talco é aceito para uso em países ao redor mundo, incluindo os Estados Unidos, União Europeia, Canadá, Argentina, Brasil, China, Índia, Israel, África do Sul, Turquia e Indonésia.

JOHNSON'S® Baby Powder

Se você já cuidou de um bebê, você provavelmente teve o talco para bebês JOHNSON’S® Baby Powder em sua casa. Talco para bebês produzido a partir de talco cosmético é um dos produtos mais antigos da JOHNSON’S® e uma parte antiga nos rituais de cuidados com bebês. É hipoalérgico, ajuda a eliminar atrito e é clinicamente comprovado como sendo delicado e suave para a pele de seu bebê. A fragrância pura e clássica é reconfortante e familiar tanto para os pais quanto para as crianças.

JOHNSON'S® Baby Powder

 

O Nurses'

Health Study

O Nurses’ Health Study (NHS) (Estudo sobre a saúde das enfermeiras dos EUA) é o maior estudo sobre a saúde das mulheres já realizado. O estudo de coorte, financiado pelo governo norte-americano, observou os fatores de risco para as doenças crônicas mais significativas em mulheres, desde 1976. Entre outras descobertas, a pesquisa do NHS ajudou a expor a ligação entre o fumo e doenças cardíacas em mulheres e levou ao desenvolvimento de terapias hormonais para tratamento de câncer de mama.

A porção do NHS correspondente ao uso de talco incluía 78.630 mulheres, que foram acompanhadas por 24 anos, no total. 8,9 Elas foram questionadas quanto ao uso de talco na região genital ou em absorventes higiênicos. Cerca de 40% das mulheres responderam sim e foram incluídas no grupo de usuárias de talco.8,9

24

anos de estudo
com, aproximadamente,

31.344

mulheres
usuárias de talco

de um
um total de

78.630

mulheres
acompanhadas

NÃO APRESENTARAM AUMENTO GERAL
no risco de câncer no ovário

Os dados do estudo não apresentaram aumento no índice geral de câncer de ovário entre as usuárias de talco, independentemente da frequência de uso. Não houve diferença no índice de câncer de ovário entre as mulheres que usaram o talco diretamente em seus corpos ou em produtos higiênicos.8,9

O estudo Women's
Health Initiative

O Women’s Health Initiative (WHI) foi estabelecido pelo National Institutes of Health (Institutos Nacionais de Saúde dos EUA), em 1991, a fim de estudar a saúde da mulher na pós-menopausa. Entre os vários problemas que este estudo de coorte investigou estavam a ligação entre a terapia hormonal e o câncer de mama e os efeitos da dieta sobre o câncer e doenças cardíacas. A porção relacionada ao uso de talco do WHI incluiu 61.576 mulheres, 53% das quais disseram que usaram pó em seus órgãos genitais, absorventes higiênicos ou diafragmas. As mulheres deste estudo foram monitoradas de 1993 a 2012.

18

anos de estudo
com, aproximadamente,

32.219

mulheres
usuárias de talco

de um
um total de

61.576

mulheres
acompanhadas

Não apresentaram aumento GERAL
no risco de câncer no ovário

Os dados do estudo não apresentaram risco de câncer de ovário em mulheres que usaram talco em pó, independentemente do tipo de uso. Também não houve aumento no risco entre mulheres que usaram talco por períodos mais longos.10

Outros estudos

Em outros estudos, tais como estudos de controle de caso, grupos de pessoas são identificados com o histórico da doença em questão e, então, eles respondem a perguntas sobre diferentes fatores de risco possíveis, incluindo o uso de determinados produtos em seu passado. Enquanto alguns estudos de controle de caso apresentaram uma associação estatística entre o câncer de ovário e usuários do talco, esta associação não é encontrada em estudos prospectivos de grande porte. Um possível motivo pelo qual alguns estudos de controle de caso encontraram pequenas associações estatísticas é o potencial para uma superestimação da verdadeira associação devido ao viés de memória, pois as participantes estão cientes de seu status de câncer de ovário ao relatarem a exposição ao talco.11

Referências

 

  1. Industrial Minerals Association. “What is Talc.”
    http://www.ima-na.org/?page=what_is_talc (em inglês)
  2. EARTH magazine. Mineral Resource of the Month.
    http://www.earthmagazine.org/article/mineral-resource-month-talc (em inglês)
  3. Geology.com. Talc: The Softest Mineral.
    http://geology.com/minerals/talc.shtml (em inglês)
  4. U.S. Food and Drug Administration.
    http://www.fda.gov/Cosmetics/ProductsIngredients/Ingredients/ucm293184.htm (em inglês)
  5. Johnson & Johnson Kilmer House. The Birth of Our Baby Products.
    http://www.kilmerhouse.com/2007/04/the-birth-of-our-baby-products/ (em inglês)
  6. WJPPS. Talc: a versatile pharmaceutical excipient.
    http://www.wjpps.com/download/article/1386002938.pdf (em inglês)
  7. Hunt et al. / Interactive CardioVascular and Thoracic Surgery 6 (2007) 117–120.
    http://icvts.oxfordjournals.org/content/6/1/117.full (em inglês)
  8. Gertig, Prospective Study of Talc Use and Ovarian Cancer, Journal of the National Cancer Institute, Nurses Health Study.
    http://jnci.oxfordjournals.org/content/92/3/249.full (em inglês)
  9. Gates, Risk Factors for Epithelial Ovarian Cancer by Histologic Subtype
    http://aje.oxfordjournals.org/content/171/1/45.full
  10. Houghton, Perineal Powder Use and Risk of Ovarian Cancer, Journal of the National Cancer Institute, Women’s Health Initiative.
    http://jnci.oxfordjournals.org/content/106/9/dju208.full (em inglês)
  11. Cancer.org. Talcum Powder and Cancer.
    http://www.cancer.org/cancer/cancercauses/othercarcinogens/athome/talcum-powder-and-cancer (em inglês)

Voltar ao início